skip to Main Content

Você já leu para seu filho hoje?

Crianças aprendem muito rápido. Pesquisas mostram que, até os três anos de vida, o desenvolvimento do cérebro ocorre num ritmo bem acelerado. Neste período, o que os pais fazem no cotidiano, como ler, cantar e demonstrar carinho, é crucial para o desenvolvimento saudável da criança. Mas, segundo pesquisa da Reading is Fundamental (Ler é fundamental), apenas 33% dos pais afirmam ler histórias para os filhos antes de dormir. Já para 50%, as crianças preferem mesmo é gastar este tempo com TV, tablet e videogame. Você talvez se pergunte: ‘Será que ler para o meu filho realmente faz diferença?’

Os especialistas sugerem que a resposta é sim. “Ler para os filhos, especialmente nos anos pré-escolares, é a atividade mais importante para suprir-lhes o conhecimento necessário que fará deles bons leitores”, diz o relatório Becoming a Nation of Readers.

REAPRENDER A LER

Ler para seu filho é um aprendizado novo também para os pais. Para tornar a leitura interessante, não basta apenas ler as palavras em voz alta. Leia sem pressionar a criança, mantendo uma atmosfera descontraída, informal e agradável. O proveito é maior quando a criança participa da leitura. Pause a determinados intervalos e faça perguntas que exijam que a criança formule uma resposta. Ajude-a a ampliar a resposta oferecendo outras possibilidades.

Saiba criar expectativa antes de virar a página de um livro com gravuras. Leia de acordo com o ritmo exigido pelo texto. A modulação e a ênfase segundo o sentido também contribuem muito para dar vida à história. A cordialidade na voz pode instilar na criança uma sensação de segurança.

Leve seu filho à livraria para que ele deguste livremente o que quer também faz parte do estímulo à leitura. E lembre-se: quanto mais você se fizer presente nos momentos de histórias, mais prazerosa vai ser a leitura. Se os pais estão juntos interagindo com a criança, ela vai associar os livros ou as histórias a um momento de carinho e boas lembranças.

VALORES E SENTIMENTOS

Nos seus anos formativos, as crianças pequenas desenvolvem atitudes que as influenciarão mais tarde. Os pais precisam criar uma base sólida para um relacionamento em que não faltem confiança, respeito mútuo e compreensão. A leitura pode ser muito importante nesse processo. Quando os pais reservam tempo para segurar o filho no colo e ler para ele, a mensagem que passam é clara: segurança, amor e interesse. Tudo isso ligado ao ato de aprender.

Ler livros adequados pode também reforçar bons princípios de moral e valores. Os pais que leem para os filhos e raciocinam com eles podem ajudá-los a desenvolver habilidades para solucionar problemas. Ler para as crianças pode instruir tanto a mente como o coração.

COGNIÇÃO

Quando alguém lê histórias para as crianças, elas aprendem bem cedo que as letras da página impressa correspondem a palavras faladas. Também se familiarizam com a linguagem dos livros. Toda vez que lemos para uma criança, o cérebro dela recebe uma mensagem de prazer. Os pais que dão esse estímulo aos filhos os ensinam a ter gosto pela leitura por toda a vida.

Expor a criança às sentenças complexas e bem estruturadas dos livros pode ser uma forma positiva de ensiná-la a se expressar bem, tanto ao falar como ao escrever. Dorothy Butler, autora do livro Babies Need Books (Os Bebês Precisam de Livros), diz: “A capacidade de raciocínio da pessoa dependerá da qualidade de sua linguagem. A linguagem é, de fato, o fator mais importante no aprendizado e no desenvolvimento intelectual.” Saber se comunicar é essencial para manter bons relacionamentos.

AUTOESTIMA E AUTOCONHECIMENTO

Histórias também minimizam aspectos da solidão, já que ampliam várias conexões cerebrais que despertam hormônios do prazer e do relaxamento, quase como uma meditação. “Se você olhar para os olhos de uma criança quando está contanto histórias, vai perceber que eles são ora de admiração, ora de medo e excitação. Isso acontece porque elas estão também aprendendo realidades internas emocionais”, explica a psicóloga Frinéa Brandão, coordenadora do Grupo Neurofocus Psicoterapias (RJ).

Em uma história bem contada de monstro, de princesa ou de herói, por exemplo, as crianças estão aprendendo a olhar para a própria realidade e a conhecer um pouco mais de si mesmas. Por meio do personagem e de todos os caminhos, provas e processos da narrativa, a criança revê sua situação. Ela se distancia, se projeta no personagem e consegue buscar alternativas dentro dela mesma.

E aí? O que falta para começar “A Hora da Leitura” em sua casa hoje mesmo? Quais os livros favoritos de seus filhos? Conte para nós a idade de seus pequenos e as obras mais lidas – ajude outras mamães e papais na busca por boas leituras e momentos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.