skip to Main Content
Como Falar A Linguagem Do Amor De Seu Cônjuge (e O Que Evitar)

Como falar a linguagem do amor de seu cônjuge (e o que evitar)

Amor…  É uma palavra que todos usam e um conceito procurado por todos. No casamento, assumimos o compromisso de amar um ao outro de todo o coração por meio de nossas ações. Nós professamos, mostramos, recebemos e sentimos – pelo menos essa é a esperança. O amor não é algo que você pode marcar em uma lista , é uma maneira de viver, pensar e fazer. Eu sou terapeuta de casal, trabalho com terapia de casal online e presencial a vários anos e sei o papel disso no casamento.

Amor é uma palavra particularmente complicada no inglês moderno(por exemplo, existem 4 palavras distintas para amor em grego). Eu diria que passou a significar muito pouco em si mesmo. Usamos a mesma palavra para expressar nossa afeição por coisas casuais, como nosso sabor favorito de sorvete; mas também o usamos para indicar nossa devoção vitalícia a nosso cônjuge.

Eu amo sorvete de chocolate.

Eu amo minha esposa

Eu amo Jesus.

Certamente amor  significa coisas muito diferentes em cada instância acima, mas nós o usamos em cada uma da mesma forma. Esta diluição da palavra causou confusão sobre o que a ação do amor realmente se parece. Mostrar amor é muito diferente de dizer amor.

O que são as 5 linguagens do amor? De acordo com o Dr. Gary Chapman, “as pessoas expressam amor de maneiras diferentes. Se você expressar amor de uma maneira que seu parceiro não entende, ele nem perceberá que você expressou seu amor. O problema é que você fala duas línguas diferentes ”.

Descobrindo a linguagem do amor de seu cônjuge

Normalmente, quando nosso cônjuge reclama, ficamos irritados. Mas ele ou ela está nos fornecendo informações valiosas. As reclamações geralmente revelam a chave para o anseio interior de nosso cônjuge por amor emocional. Se você aprender a primeira linguagem do amor de seu cônjuge – e a falar – você terá um cônjuge mais feliz e um relacionamento melhor. Veja quais são as 5 linguagens do amor.

Então como você faz isso? Preste atenção. Durante reclamações surgem perguntas. Saiba qual linguagem de amor é a sua e do seu parceiro nas brigas de casal. É por meio dessas perguntas que você poderá determinar qual é a principal linguagem do amor de seu cônjuge. Por exemplo:

Recebendo presentes:  

Quer dizer que você não me trouxe nada? Você ao menos sentiu minha falta enquanto estava fora?

Tempo de qualidade:  

Nunca mais passamos tempo uns com os outros. Somos como dois navios passando no escuro.

Toque físico:  

Acho que você nunca me tocaria se eu não o iniciasse.

Palavras de afirmação:  

Não posso fazer nada aqui. Tudo o que você sempre faz é criticar. Eu nunca poderei agradar você.

Ato de serviço:  

Se você me amasse, faria algo por aqui. Você nunca levanta um dedo para ajudar.

Essas são perguntas comuns que surgem quando um parceiro está reclamando de algo no relacionamento. Agora, se seu objetivo é descobrir qual é a linguagem do amor de seu cônjuge, você acaba de receber uma dica sobre como fazer seu relacionamento durar mais e melhor.

A chave é a percepção. Então, na próxima vez que a luta surgir, não discuta, não procure uma defesa, pare um pouco e escute, por trás dessa reclamação e reclamação, uma mensagem foi passada.

No entanto, desafios para isso podem ser suficientes. Por exemplo, se a linguagem do amor primária de seu cônjuge for algo que não é fácil para você? E se você não for uma pessoa melindrosa, mas a principal linguagem do amor de seu cônjuge for o toque físico? A resposta é simples, embora não necessariamente fácil: você aprende a falar a linguagem do toque físico. 

Você aprende a falar uma nova linguagem do amor tentando.

Sim, não é fácil porque você tem que ir até o fim para garantir que você identifique, aprenda e fale. Mas olhe pelo lado bom, você está ganhando um relacionamento muito saudável e duradouro. Não há nada melhor do que ser capaz de compreender o seu parceiro e é exatamente isso que o ajuda a descobrir essas linguagens do amor.

No início pode ser muito difícil, mas na segunda vez será mais fácil e na terceira ainda mais fácil. Eventualmente, você pode se tornar proficiente em falar a linguagem do amor de seu cônjuge; e se ele retribuir falando sua língua, vocês dois manterão o amor emocional vivo no relacionamento.

Aprenda a falar a língua deles: o que fazer e o que não fazer.

Supondo que você conheça a linguagem do amor de seu cônjuge, agora é hora de aprender a falá-la. Falar uma nova língua (literal) significa aprender as coisas certas a dizer, assim como as erradas. Os idiomas raramente são simples – você precisa aprender expressões idiomáticas culturais, gafe e tabus para evitá-los. Talvez a sua linguagem do amor seja diferente do seu parceiro.

O mesmo se aplica à linguagem do amor de seu cônjuge. Assim como certos comportamentos os farão sentir-se incrivelmente amados, outros comportamentos serão devastadores. Portanto, para seu próprio benefício e meu próprio, compilei este gráfico e a lista a seguir para ilustrar o que fazer e o que evitar ao comunicar amor ao seu cônjuge com base na linguagem do amor dele.

Pretende ser um ponto de partida, portanto, essas dicas podem ajudá-lo a pensar sobre o que você pode fazer especificamente por seu cônjuge!

Um breve guia para falar as 5 línguas do amor

Linguagem do amor: palavras de afirmação

  • Como se comunicar: Incentive, afirme, aprecie, tenha empatia.
  • Ações a serem tomadas: Envie uma nota, texto ou cartão inesperado. Incentive genuinamente e frequentemente.
  • Evitar: crítica não construtiva, não reconhecer ou valorizar o esforço.

Linguagem do amor:  toque físico

  • Como se comunicar: Não verbal – use a linguagem corporal e toque para enfatizar o amor.
  • Ações a serem tomadas: Abraçar, beijar, dar as mãos, mostrar afeição física regularmente. Faça da intimidade uma prioridade cuidadosa.
  • Evitar: Negligência física, longos períodos sem intimidade, receber afeto com frieza.

Linguagem do amor:  Recebendo presentes

  • Como se comunicar: Pensamento, faça do seu cônjuge uma prioridade, fale com propósito.
  • Ações a serem tomadas: Dê gestos e presentes com atenção, com e sem ocasião especial. Mesmo as pequenas coisas são muito importantes. Expresse gratidão quando receber um presente.
  • Evite: Esquecer ocasiões especiais.

Linguagem do amor:  tempo de qualidade

  • Como se comunicar: conversas ininterruptas e focadas. O tempo individual é fundamental.
  • Ações a serem tomadas: Crie momentos especiais juntos, faça caminhadas e faça pequenas coisas com seu cônjuge. As escapadelas de fim de semana são enormes.
  • Evitar: Distrações ao passarem tempo juntos, longos períodos sem foco um a um.

Linguagem do amor: atos de serviço

  • Como se comunicar: Use frases de ação como “Eu vou” e “Vou ajudar …”. Eles querem saber que você está com eles, em parceria com eles.
  • Ações a serem realizadas: Faça as tarefas juntos ou prepare o café da manhã para eles. Saia do seu caminho para ajudar a aliviar a carga de trabalho diária.
  • Evitar: Tornar as solicitações dos outros uma prioridade mais alta, sem acompanhamento nas tarefas grandes e pequenas.

Melhore o seu casamento

Conforme declarado, o objetivo disso é dar um esboço tangível do que você pode, deve e não deve fazer ao aprender a falar a linguagem do amor de seu cônjuge. 

No final das contas, espero que isso ajude você a amar seu cônjuge de uma maneira que ele sinta, e que suas expressões de amor o ajudem em sua jornada em direção ao fim: honrar e glorificar a Jesus por meio de seu casamento.