skip to Main Content
Trabalho Pode Ser Grande Causa Do Estresse De Fim De Ano

Trabalho pode ser grande causa do estresse de fim de ano Empresas podem ajudar a minimizar ou a potencializar a ansiedade e os problemas de saúde que surgem nesta época. Veja como ajudar os funcionários.

Cumprimento das metas de trabalho, relatórios, filas nas lojas e supermercados, mais trânsito na cidade: o fim de ano tem tudo para se tornar sinônimo de estresse. Além da ansiedade, angústia e cansaço, muitas vezes as pessoas sofrem alterações físicas como dores no corpo, problemas gastrointestinais, insônia, pressão alta e outros sintomas graves.

As empresas e os funcionários precisam ficar atentos  à sobrecarga de atividades no fim do ano. O ritmo de trabalho nesta época pode ser repensado: atividades como relatórios, planejamentos, balanços, podem ser feitos em equipe ou ao longo do ano. Mas, se o acumulo de serviço for inevitável, a empresa precisa oferecer condições para que o colaborador exerça bem sua função. Um clima agradável e festivo, equilibrando a cobrança já implícita nesse período, pode ajudar.

Já para os setores onde há aumento sazonal na demanda de atividades do dia a dia — como lojas e supermercados –, o ideal é que haja estudos e atenção para a necessidade de contratação de temporários, além do permanente cuidado em relação ao bem estar do funcionário, com cumprimento do horário de intervalo e almoço e cuidado com a realização de horas extras.

Segundo o Instituto ISMA – BR (Internacional Stress Management Association – Brasil) o estresse aumenta em média 75% nos últimos meses do ano. De cada dez pessoas, oito admitem sofrer maior tensão entre o fim de novembro e início de janeiro.

Atitudes simples podem ajudar a diminuir a ansiedade e o estresse no período: alimente-se bem, delegue tarefas, organize o tempo, planeje as finanças e dedique mais tempo a você e à sua família.

Outra dica é substituir o estresse pela produtividade. O fim de ano pode gerar a sensação de que é impossível resolver todos os problemas em tão pouco tempo. Corre-corre e pouca coisa concretizada: parece fácil falar, mas mantenha a calma e priorize as tarefas urgentes e as mais importantes. Focar no essencial evitará que você acumule demandas, além de amenizar o estresse.

Pense também em sua produtividade. Embora a criatividade seja sempre muito bem-vinda, o excesso de impulsos criativos somados à falta de tempo para desenvolvê-los pode ser uma das fontes de ansiedade.Priorizar as ideias por ordem de facilidade na implantação, relevância e disponibilidade de tempo é essencial para selecionar apenas os melhores planos e colocá-los em prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *