skip to Main Content
Respire Para Uma Vida Melhor

Respire para uma vida melhor Respiração consciente é uma das mais poderosas ferramentas da inteligência emocional

A respiração é muito importante para a nossa saúde física, mental e emocional. De acordo com uma pesquisa realizada na Universidade Federal Paulista (Unifesp), a respiração correta melhora a qualidade de vida, reduz a ansiedade, pressão arterial, depressão e diabetes.

Quando passamos por momentos de agitação e tensão, geralmente as pessoas nos falam: “Respire fundo!”. Pois é, respirar fundo é respirar subindo e descendo a região do umbigo, completamente o oposto daquela respiração superficial curta e acelerada na parte superior do peito.

Quase 100% do nosso dia a dia é repleto de ansiedade e estresse, por isso, fazemos a respiração superficial. Mas, e se a solução para alguns dos nossos problemas estivesse na forma como respiramos? Esta é, pelo menos, a teoria dos criadores de uma nova técnica desenvolvida pelo Instituto HeartMath, nos Estados Unidos, para criar padrões de positividade através da coisa mais simples e natural a todos nós: a respiração.

No livro «O Ponto de Virada», Gregg Braden, um dos seus defensores, apresenta o que ele chama de “heart focused breathing” (respiração focada no coração), e que tem a capacidade de colaborar com dois dos mais importantes processos da Inteligência Emocional:

– expandir a resiliência (capacidade de superar adversidades)
– melhorar a capacidade da autorregulação das emoções (escolher, conscientemente, como se sentir frente às situações)

Respiração profunda, tranquila, consciente. Em vez de contar até 10 na próxima vez que sentir algo ruim, experimente os três passos que o especialista preconiza para um exercício de respiração focado no coração:

1. Reconheça o que quer mudar

A mudança pode incidir sobre qualquer coisa que o perturbe, como uma situação ou um problema que desperte tristeza, ansiedade, autocrítica ou angústia. Só depois dessa identificação, poderá focar-se na mudança de que necessita. Quando descobrir, respire fundo.

2. Pense numa atitude positiva oposta a essa

Este é outro dos trabalhos a fazer. Por exemplo, para a tristeza, para a ingratidão e para a ansiedade, pense em conceitos como a alegria e a serenidade. Inspire calmamente enquanto pensa nessa atitude, como se inspirasse pelo coração. Repita até conseguir ancorar em si esse novo sentimento.

3. Mentalize-se enquanto respira

Ao mesmo tempo que pratica o passo anterior, diga a si mesmo para diminuir a carga do sentimento negativo. Repita o exercício durante alguns minutos sempre que precisar.

O ideal é realizar estes exercícios todos os dias, em um local separado, longe de possíveis influências externas. Estas práticas de respiração consciente ajudam a diminuir os níveis de ansiedade, estresse e a sentir um grande bem-estar. Silêncio, tranquilidade e inteligência emocional para todos!


Assista a Gregg Braden

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *