skip to Main Content

O ser humano é uma casa de hóspedes.
Onde a cada manhã há uma nova chegada.
Uma alegria, uma dor, uma falta de sentido,
uma percepção que chega como visitante inesperado.
Acolha e entretenha todos!
Mesmo que seja uma multidão de tristezas,
que violentamente esvaziam sua casa e levam sua mobília.
Mesmo assim, honre todos os seus hóspedes;
Podem estar a limpá-lo para algum novo prazer.
O pensamento obscuro, a vergonha, a malícia,
receba-os à porta com um sorriso e convide-os a entrar.
Seja grato por quem vem
porque cada um foi enviado como um guia do além.

Rumi (Casa de Hóspedes)

A aceitação do desagradável (situações, pensamentos ou emoções) não é uma tarefa fácil, mas é fundamental ao bem-estar psicológico, pois de forma ativa nos permite compreender e refletir: fazer escolhas menos impulsivas e mais conscientes.