skip to Main Content
Opostos Não Se Atraem: Saiba O Porquê Nestes 16 Elementos-chave Para Relações Parceiras

Opostos não se atraem: saiba o porquê nestes 16 elementos-chave para relações parceiras Conheça os 16 parâmetros básicos da personalidade que podem aproximar ou afastar seu parceiro de você.

“Os opostos se atraem” é um ditado antigo o suficiente para parecer eterno. De acordo com especialistas, a frase famosa pode não passar de um lugar comum, ainda mais se comparada aos efeitos da similaridade e da proximidade sobre os relacionamentos. Afinal, são dezenas de estudos científicos comprovando que é mais provável que sejamos atraídos por pessoas que compartilham interesses, atitudes ou traços de personalidade semelhantes aos nossos.

E nossa busca por pessoas semelhantes vai além da atração. Similaridades entre duas pessoas também podem prever se um relacionamento dará certo ao longo do tempo, quem serão nossos amigos ou com quem vamos fechar um negócio. Se você pensar com cuidado em quem são seus amigos mais próximos, você perceberá que, conscientemente ou não, eles são parecidos com você.

Já em um relacionamento íntimo, é esperado que haja companheirismo e harmonia entre os traços de personalidade, valores, motivos de vida e desejos básicos de cada um. Caso isso não aconteça, o casal passará a maior parte do tempo em conflito, a discordar de fatores fundamentais, e isso só levará à tensão, ao desconforto e ao distanciamento entre os dois.

Assim, a origem dos problemas no relacionamento não está nos indivíduos mas sim no emparelhamento das necessidades básicas de cada um, mais propriamente quando elas são significativamente diferentes. Estas diferenças individuais são a chave para a compreensão de relacionamentos problemáticos.

Por isso, apresentamos os 16 parâmetros básicos para você (e seu parceiro) refletirem individual e coletivamente.

Estes valores estão na base das personalidades e cada um deles assume um peso diferente em sua vida e na de seu parceiro. Quanto mais concordâncias houver entre vocês nesses 16 pontos, mais tranquila e parceira será a relação. Quanto mais divergência, mais desafios você encontrará pela frente.

Identificar os pontos problemáticos é crucial por um grande motivo: você poderá agir de forma muito mais clara na relação, cuidando com carinho das áreas mais delicadas ou até mesmo levando estas questões para um psicólogo ou terapeuta de casal. Por exemplo, se seu parceiro é indiferente a algo muito importante para você, você poderá mostrar para ele como isso lhe afeta e procurar maneiras diferentes de motivá-lo a estar do seu lado.

Identificar os pontos mais tranquilos ou facilitadores, aqueles em que você e seu parceiro se encaixam perfeitamente, é importante porque você saberá para onde ir quando precisar reforçar sua relação, reencontrar os porquês de estarem juntos, de serem aliados e fortes enquanto casal.

Então, vamos a eles:

>> 16 DESEJOS BÁSICOS DA HUMANIDADE*:

Poder – necessidade de influenciar os outros
Independência – necessidade de autossuficiência
Curiosidade – necessidade de compreender; de saber e pensar sobre as coisas
Aceitação – necessidade de aprovação social
Ordem – necessidade de organização e limpeza
Poupança – necessidade de acumular e preservar coisas
Honra – necessidade de ter uma conduta ética
Idealismo – necessidade de justiça social
Contato social – necessidade da companhia dos pares (amigos)
Família – necessidade de relação próxima com dependentes
Status – necessidade de respeito com base na posição social
Vingança – necessidade de competir e de vencer
Beleza – necessidade de harmonia estética e atraente, e sensualidade
Comida – necessidade de consumir alimentos
Atividade física – necessidade de movimento e ação muscular
Tranquilidade – necessidade de segurança (emocional e física)

Reconhece quais são as suas necessidades básicas e até onde elas o podem levar? E quanto às necessidades comuns do casal, sabe identificá-las inteiramente? O acesso a este tipo de informação dá-lhe a possibilidade de fazer escolhas conscientes para a construção de uma vivência relacional feliz, saudável, construtiva e duradoura.

DICA EXTRA: FAZENDO AS PERGUNTAS PARA SI MESMO

Navegando pela lista resumida acima, você é capaz de identificar a principal Necessidade Fundamental que ainda falta em sua vida neste exato momento?

Dê uma atenção especial aos itens autonomia, competência, afiliação, estima e propósito. Estes tópicos estão diretamente relacionados ao bem-estar e muitas pesquisas mostram que são ingredientes bastante difíceis de serem encontrados na atualidade.

MAIS: que tal e criar seu sistema pessoal de Necessidades? Faça seu próprio inventário. Refine-o com o tempo. Existe algo que você deseja que não está na lista apresentada acima? Você tem necessidade por aventura? Por uma consciência limpa? Paz de espírito? O importante é mapear suas entranhas, observar sua vida de uma distância suficiente para traçar cursos adaptáveis para ela.

Não existe garantia alguma de que suas Necessidades serão todas atendidas e seus projetos, realizados; mas certamente é melhor viver lucidamente em uma plantação de planos vistosos que passar pela vida como uma folha ressequida vagando sem destino ao sabor dos ventos.

*Os 16 desejos básicos da humanidade são fruto do estudo do psicólogo Steven Reiss e foram lançados na obra Who am I?: The 16 Basic Desires That Motivate Our Actions and Define Our Personality. O estudo de Reiss é uma expansão dos conceitos de Abraham Hardold Maslow (sim, aquele da Pirâmide de Maslow). Reiss utilizou técnicas matemáticas sofisticadas e entrevistas com cerca de 6.000 pessoas, expandindo a tabela das Necessidades Humanas Fundamentais para 320 interesses e desejos menores, divididos em 16 categorias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *