skip to Main Content
Instabilidade Econômica Se Tornou Terreno Fértil Para A Expansão Das Vendas Diretas

Instabilidade econômica se tornou terreno fértil para a expansão das vendas diretas Conheça a emocionante história de uma gaúcha que transformou sua vida com os produtos da Mary Kay

Os carrões rosa-bebê chamam atenção por onde passam. Atrás do volante, aparecem bem cuidadas consultoras de beleza da Mary Kay, a terceira maior companhia em vendas diretas de cosméticos no Brasil. Cerca de 450 mil mulheres compõem o time do negócio no país, número que triplicou desde 2013.

O programa de incentivo às representantes é um dos maiores chamarizes. Elas lucram com a venda dos artigos (a margem média é de 35%), podem criar equipes e ganhar comissão de até 13% sobre o rendimento das subordinadas, além de faturar outras bonificações, joias e viagens.

A instabilidade econômica e o desemprego no Brasil se tornaram terreno fértil para a expansão das vendas diretas. Para ingressar na Mary Kay, por exemplo, basta desembolsar menos de 200 reais por um kit com amostras e materiais de apoio.

* * *

Treinamento motivacional Mary Kay

A psicopedagoga Dolores Bordignon tem grande experiência em palestras, coaching, workshops e treinamentos para líderes e representantes da Mary Kay no Rio Grande do Sul. São diferentes temas e formatos que abordam a motivação para atingir as metas de vendas, harmonizar as relações familiares das consultoras, como equilibrar vida pessoal e trabalho, como vender mais e melhor além de como gerenciar a vida profissional para o sucesso. Entre em contato com Dolores Bordignon pelos telefones (51) 9.9991.9298 ou envie uma mensagem!

* * *

Daniela Boff Giacomelli é um grande exemplo de sucesso com a Mary Kay. A gaúcha, de Caxias do Sul, tem uma história inspiradora de revolução pessoal para motivar nossos desejos pessoais.

Formada em relações públicas, Daniela iniciou sua carreira no departamento de vendas em uma multinacional do setor de siderurgia. Apesar das boas perspectivas de carreira na empresa, sonhava em ter um negócio próprio, que tivesse mais a ver com sua personalidade, e ganhar mais.

Foi por volta de 2012 que uma conhecida recomendou uma sessão de cuidados com a pele com uma Consultora de Beleza Independente Mary Kay. Daniela ficou encantada com a possibilidade de ganhar uma renda extra oferecendo aqueles produtos.

Ela não poupou esforços na empreitada. “Apresentei os produtos para praticamente todo mundo que eu conhecia e, no meu primeiro mês, vendi muito mais que esperava”, conta Daniela. “Só os ganhos dessas vendas já superaram o meu salário da época. Fiquei muito motivada a vender mais!”. Depois de apenas dois meses vendendo produtos Mary Kay, Daniela decidiu pedir demissão e passar a se dedicar integralmente à nova atividade – para desgosto da família e descrença dos amigos.

A ascensão de Daniela com a Mary Kay foi rápida. “Muito trabalho e foco nos objetivos, não tem segredo além desses dois fatores”, garante ela. Em apenas quatro meses e meio veio o famoso carro rosa, um dos reconhecimentos mais cobiçados da empresa americana de cosméticos.

Dois anos atrás, Daniela teve a prova definitiva de ter escolhido o negócio certo. Grávida de sua primeira filha, descobriu que a bebê tinha um problema cardíaco grave e teria que passar por um processo cirúrgico caro e delicado.
“No dia em que recebemos a notícia e a recomendação do que deveria ser feito, na sala com o médico, fiquei pensando se aquela funcionária da multinacional teria tido o poder de decidir tão rapidamente que sim, ela faria o que fosse necessário para salvar a vida de sua filha”, conta, emocionada.

“Junto com meu esposo, não pensamos por mais de um minuto. Dissemos ‘sim, a gente vai fazer o procedimento’.”. Mesmo precisando diminuir o ritmo nos primeiros meses depois do nascimento da filha, Daniela conseguiu manter um ótimo padrão de ganhos, graças ao sólido negócio independente desenvolvido durante anos.

“A Mary Kay me ensinou a ter fé, a ser mais evoluída”, desabafa. “Saímos do hospital, eu retomei o meu negócio e passei a ter certeza de que eu estava no caminho certo. Os desafios pelos quais passei com minha filha me alinharam ainda mais aos valores da empresa para que eu pudesse me sentir uma embaixadora da marca.”

(Via PEGN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *