skip to Main Content
Desentendimentos Entre Homens E Mulheres Sobre O Sexo No Casamento

Desentendimentos entre homens e mulheres sobre o sexo no casamento

Eu trabalho como terapeuta de casais e relacionamentos, sendo uma das principais atividades da minha carreira. Isso me leva a receber muitos casais com problemas sexuais. As histórias que contam sobre suas dificuldades sexuais variam, mas a maioria delas é mais ou menos assim:

Ele quer mais sexo e ela não.

Ele diz que precisa de sexo para se sentir próximo e ela não entende por que seu aconchego, carinho e tudo que ela faz em casa não suprem suas necessidades.

Ela diz que precisa sentir mais proximidade antes de ter relações sexuais e ele não entende por que o sexo não a ajuda a alcançar essa proximidade.

Em síntese: Ao fim do dia ela não entende por que o sexo é tão importante para ele. Há tantas outras coisas que eles fazem juntos como um casal que faz com que seu relacionamento seja ótimo, que não é possível que o sexo seja tão importante assim.

Mas depois de um tempo, ela começa a se perguntar se há algo errado com ela por não querer sexo tanto quanto ele, e ele também começa a se perguntar se há algo errado com ele por querer sexo o tanto que ele quer.

Assim, o casal vai continuar se perguntando se há algo errado com um ou o outro, e eles se tornam mais e mais frustrados e distantes.

Tenho trabalhado nas minhas redes sociais uma série de vídeos que falam justamente sobre todos estes aspectos de uma relação, do cotidianas à vida íntima, tão importante. 

Não é de admirar que muitos casais, e especialmente as mulheres, me perguntem se o sexo é realmente importante para um casamento feliz, porque parece apenas causar mais problemas. Se ele pudesse aprender a viver sem, o problema estaria resolvido.

Eu posso afirmar: sexo é de vital importância em um casamento

A única coisa que você compartilha exclusivamente com o seu cônjuge e com mais ninguém é o sexo. Assim esta é a única coisa que define vocês como mais que simplesmente amigos dividindo um quarto. É uma parte vital do casamento.

Além de definir vocês como mais que simplesmente companheiros de quarto, o sexo também requer um nível mais profundo de comunicação que você normalmente não tem com qualquer um. Sexo exige que vocês falem um com o outro sobre coisas íntimas, de fundo emocional.

Requer que ambos se tornem vulneráveis ao pedir, dar e receber sexualmente. E isso exige que vocês cheguem a um nível tão profundo de confiança a ponto de saber que seu cônjuge vai atender aos seus pedidos sem julgamento.

Por exemplo, para ter uma experiência verdadeiramente íntima com seu cônjuge, você precisa dizer a ele onde gosta de ser tocada, e talvez pedir certas coisas. Isso exige que vocês tenham um nível de intimidade um com o outro que vocês nunca sentiram com ninguém antes.

O sexo também cria paixão e uma conexão exclusiva

Ser capaz de conversar com o seu cônjuge de maneira vulnerável e íntima cria uma conexão única que você simplesmente não pode ter com outra pessoa sem que se torne algo sexual. Esse tipo de conversa íntima e o contato físico criam a paixão no seu relacionamento também.

Essa intimidade diz a seu cônjuge que você pensa nele ou nela como mais do que apenas um amigo. Você pensa em seu relacionamento como algo mais profundo. Esta ligação única que os amantes têm cria vibração, paixão e romance entre os dois que não seria possível de qualquer outra forma que não sexualmente.

Quando os casais me procuram para aconselhamento sobre suas dificuldades sexuais, ficam às vezes surpresos que eu não coloque o foco na técnica ou o número de vezes em que eles têm relações sexuais por semana. Se eles fazem sexo duas ou dez vezes por semana é irrelevante.

O que realmente importa é que o sexo torne-se uma experiência íntima e de profunda conexão para ambos. Se isso não está acontecendo, o casamento não é muito feliz.

Então, ao invés de discutir sobre sexo e criar mais distância, os casais precisam aprender verdadeiramente a conversar e se comunicar sobre sexo. Eles também precisam estar abertos para ouvir o que seu cônjuge quer, sente e precisa. Esta não é apenas uma receita para um sexo ótimo, mas para um ótimo casamento também.