skip to Main Content
Como Contratar Pessoas Emocionalmente Inteligentes?

Como contratar pessoas emocionalmente inteligentes?

Chegou a hora da entrevista: o que devo observar no candidato para fazer uma boa escolha?

Autopercepção. A primeira coisa essencial para qualquer nível de inteligência emocional é autopercepção. Pessoas com grande capacidade de autoconhecimento têm uma sólida compreensão de suas próprias emoções, pontos fortes e fracos, e tudo que as motiva.

Estas pessoas não são críticas demais ou sonhadoras em excesso, podem ser honestas consigo mesmas e com os outros. Pessoas emocionalmente inteligentes reconhecem como seus sentimentos as impactam e impactam aqueles ao seu redor; sabem, também, avaliar sua performance no trabalho. Elas têm um bom entendimento de seus valores e metas e sabem para onde estão caminhando. São confiantes, mas também conseguem enxergar suas limitações e, portanto, têm menos chances de sucumbirem frente às crises ou ao fracasso.

Podemos reconhecer pessoas com autopercepção por sua capacidade de falar sobre si mesmas de uma forma franca, não defensiva. Uma boa questão, na hora da entrevista, é perguntar sobre alguma situação em que a pessoa foi tomada por suas emoções ou se ela fez algo que se arrependeu depois.

A pessoa com autopercepção será aberta e honesta em suas respostas. Respostas bem-humoradas sobre si mesmo, nessa hora, são bons indicativos para o autoconhecimento. O sinal vermelho acende se a pessoa congela ou tenta evitar a pergunta, parecendo irritada ou frustrada.

Estatísticas indicam que, se uma pessoa é contratada por sua capacidade técnica ou estratégica, é o seu comportamento que vai decidir ou não pela sua permanência na empresa. Dificuldades de relacionamento são o motivo número um para demissões.

Claro, a pressão, a ansiedade e até mesmo a falta de familiaridade do candidato com a empresa ou com a vaga podem fazer com que a entrevista vá por água abaixo. Em casos desse tipo, é comum que a inteligência emocional seja ofuscada pelos outros fatores, o que pode ocasionar na perda de um potencial talento, por exemplo.

No entanto, existem maneiras de conseguir, durante a entrevista, revelar a inteligência emocional de um candidato e descobrir se ele tem ou não as características que você busca.

Confira 20 perguntas que recrutadores fazem quando querem saber o nível de inteligência emocional de um candidato:

1. Por que este cargo o interessa?

2. Quais resultados você quer alcançar?

3. Como este cargo vai ajudá-lo a alcançar o que você quer?

4. Quais são seus pontos fortes?

5. Quem é responsável pelos seus resultados?

6. O que faz você rir?

7. Qual foi a última vez que você se sentiu envergonhado?

8. O que aconteceu? Como lidou com a situação?

9. Que tipos de atividade te dão mais energia e ânimo?

10. Como você se diverte?

11. Diga dois hábitos que você acha que são bons para você.

12. O quão bom você é em aceitar ajuda a outras pessoas?

13. O quão bom você é em pedir ajuda a outras pessoas?

14. Fale sobre uma “batalha” interna que você enfrenta diariamente.

15. O que o deixa bravo?

16. Por qual aspecto do seu trabalho você é apaixonado?

17. Como você poderia trazer mais equilíbrio para sua vida?

18. Quem o inspira? Por quê?

19. Em um dia comum, você se considera uma pessoa com alto ou baixo nível de energia?

20. Em um dia comum, o seu foco está em tarefas e resultados ou em pessoas e emoções?

Todos querem fazer negócios ou trabalhar com pessoas confiáveis, fáceis de conversar e de lidar. Todos querem estar ao lado de pessoas que sabem manter a postura e a atitude quando as coisas não saem conforme o esperado.

E, enquanto estudos comprovam que seu cliente prefere fechar negócios com alguém que confia mais do que com alguém que oferece um preço melhor, o que você está fazendo para firmar as parcerias corretas?

Funcionários engajados representam mais lucro, mais produtividade, mais felicidade no ambiente de trabalho. Sua empresa ainda não está neste ciclo virtuoso? Converse com a psicopedagoga Dolores Bordignon. Conheça os cursos, workshops e palestras sobre Inteligência Emocional que transformarão o funcionamento da sua organização.

Entre em contato com Dolores Bordignon para promover a Inteligência Emocional em sua empresa em Porto Alegre e região! E-mail dolores.bordignon@terra.com.br e telefone (51) 99991.9298! Siga Dolores Bordignon no Facebook para acompanhar nossos posts!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *