skip to Main Content
8 Passos Para A Inteligência Emocional

8 passos para a Inteligência Emocional Transforme atitudes e desenvolva a capacidade de lidar com as relações pessoais e profissionais

Talvez algumas vezes você se sinta confuso com seus sentimentos e pode ser que não consiga decifrar o que as outras pessoas sentem. Lidar com as emoções pode ser complicado, porém, fica mais fácil quando desenvolvemos inteligência emocional para isso.

Lidar com pessoas e suas emoções, assim como compreender os próprios sentimentos, é possível através do desenvolvimento de habilidades. Diferentemente do Q.I., a inteligência emocional não se trata de conhecimentos de cunho intelectual e científico, mas de saber como reconhecer e lidar com sentimentos e emoções, visando o desenvolvimento pessoal e profissional.

Essa habilidade, quando bem trabalhada, favorece o bom relacionamento com as demais pessoas, permitindo entendimento nas relações pessoais e a melhor interação e comunicação no trabalho, possibilitando vantagens nesses dois setores.

A seguir apresentamos algumas ideias que você pode aplicar no seu cotidiano para desenvolver a sua inteligência emocional. Atreva-se e coloque-as em prática! Você irá se surpreender com os seus benefícios:

1. Tenha uma predisposição a melhorar emocionalmente. Ninguém muda enquanto não se determinar a empreender esse rumo. Ninguém pode ajudar uma pessoa a deixar de fumar, a emagrecer, etc., se a pessoa não tiver disposição. Na inteligência emocional acontece o mesmo.

2. Aprenda a encarar os pequenos contratempos. Procure o lado positivo de tudo que lhe acontece. Você acabou de perder um amor, o trabalho, um amigo? Não se preocupe em excesso, pense que são momentos ruins mas que tudo passa e que a vida volta a nos surpreender com novas oportunidades.

3. Não se torture com pensamentos negativos. Entrar na espiral dos pensamentos negativos não serve de nada. De verdade, o que você soluciona com os pensamentos negativos? Tente aprender a dizer “basta”. Coloque música, dance, faça exercício, converse com os outros e distraia a sua mente quando ela começa a pensar dessa forma.

4. Quando você se sentir mal procure alguém que você sabe que lhe traz paz e refúgio. Com certeza você tem alguém por perto que tem a habilidade de fazer você ver a vida de forma positiva. Procure-a, procure as suas palavras e agradeça pela sua amizade.

5. Tenha uma mente aberta em relação aos outros. Em resumo, seja empático. Não censure tanto os outros, procure compreendê-los. Pretender que os outros sejam como você quer que sejam é uma guerra sem sentido. Tire o lado positivo das pessoas. Todos temos defeitos e virtudes.

6. Ouça o seu corpo, isso lhe ajudará a identificar muitos dos seus sentimentos. Você sentiu um nó no estômago quando lhe deram uma notícia ruim? Você sente uma certa tontura frente a esta nova situação? Descubra como o seu corpo é o primeiro que identifica as emoções e lhe ajuda a compreendê-las, inclusive a transformá-las. Aprenda a respirar, a se acalmar, etc.

7. Não leve as coisas tão a ferro e fogo. Realmente, se pararmos para pensar um pouco, estamos de passagem. Por que não colocar um pouco de nós e tentar levar as coisas com mais tranquilidade? Se o chefe hoje está insuportável é problema dele. Não deixe que isto influencie você.

8. Resolva os conflitos com os outros de forma positiva. Dizem que conversando a gente se entende. Quando você tiver um problema com alguém, procure resolvê-lo da melhor forma possível, dialogando e expondo os seus pontos de vista. Se você sentir que ela é uma pessoa negativa e que com ela simplesmente “não dá”, afaste-se cantando baixinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *