skip to Main Content
8 Maneiras Rápidas E Cientificamente Comprovadas Para Melhorar Seu Casamento

8 maneiras rápidas e cientificamente comprovadas para melhorar seu casamento

A maior parte dos casamentos têm um grande espaço para desenvolver melhorias. Felizmente, a ciência e o coaching de relacionamentos têm nos presenteado com estudos e técnicas para que você possa, através de ferramentas simples, transformar estes espaços em sólidas construções.

Hoje, vamos direto ao ponto. Veremos oito maneiras práticas e cientificamente comprovadas de melhorar a sua relação.

Mas, antes, vamos aos dados:

Efeito 5 : 1 – Casais que têm cinco interações positivas para cada interação negativa são mais felizes.
Efeito 0,8 : 1 – Casais que se divorciam têm 0,8 interação positiva para cada interação negativa.

Risadas:momentos engraçados em casal são as ferramentas mais eficientes para manter as relações motivadoras. Uma das três razões para casamentos duradouros (mais de 45 anos de relação) é o senso de humor. Riam juntos.

Novidades: novas experiências ativam o sistema de recompensas do cérebro. É o mesmo sistema que foi ativado quando vocês se apaixonaram. Invista em novidades.

Encontros românticos: casais que mantêm os encontros após o casamento têm 3,5 mais chances de serem felizes do que casais que não compartilham bons momentos juntos durante a semana. Estes últimos têm 2,5 mais chances de se divorciarem.

Saiba quando falar: silenciar suas necessidades internas pode ser a receita para a infelicidade. John Gottman descobriu, em um estudo, que casais que “não deixam para lá” têm mais chances de melhorar o relacionamento. Ao mesmo tempo, falar tudo na hora gera explosões desnecessárias. Experimente respirar e ir dormir, deixando a conversa para o dia seguinte.

Sexo: aumentar sua atividade sexual de uma vez por mês para uma vez por semana aumenta a felicidade tanto quanto você receber um bônus de 50 mil no trabalho. Casais que fazem amor de 2 a 3 vezes por semana são os mais satisfeitos com o casamento.

Toque, sinta, abrace: abraços bem dados aumentam a intimidade, a cumplicidade e a segurança. Apenas um beijo de 20seg já é suficiente para elevar hormônios do homem e gerar mais proximidade. Uma massagem nas costas da esposa também vale ouro: estudos mostram que uma massagem diária reduz ansiedade e melhora a atitude positiva frente à vida.

Entre em contato

Dolores Bordignon ministra dezenas de oficinas e palestras sobre casais e relacionamentos. Entre em contato com a psicopedagoga e promova um evento em sua instituição. Transforme a vida das pessoas.

Casamentos felizes e duradouros: vamos mergulhar nos dados!

1 – Elogie seu cônjuge diariamente e mostre o valor do outro: para cada briga que você tiver, você precisará de cinco momentos positivos para retomar a percepção de uma relação equilibrada, explica John Gottman.

Mostre o quanto você ama o outro. Não digo apenas falar “eu te amo” (e se não estiver falando, é hora de começar!), ou tampouco venerar o chão em que o outro pisa.

Compreenda que todos os seres humanos desejam apreciação. Todos. É crucial ser valorizado nas pequenas coisas do cotidiano, ser valorizado pelo significado que temos na vida do outro. Por isso, é crucial expor esta realidade o máximo que você puder.

Até mesmo o exercício de buscar o valor do outro para poder externá-lo é valiosíssimo no reconhecimento do sentido do casamento. É uma prática poderosa para os dois lados.

Exemplo: você está lavando a louça e seu marido está secando ou tirando o lixo. Você já notou como este simples ato ajuda você? Você tem dito isso a ele?

2 – Pequenas gentilezas geram grandes casamentos: conheça os 5 efeitos da gentileza: felicidade pessoal, felicidade conjugal, saúde cardíaca, antienvelhecimento, contágio.

Dê o último pedacinho do bife para seu marido. Ensine-o como é importante para você que a cama fique arrumadinha como você gosta.

O efeito contágio é muito importante aqui: quando somos generosos com o outro, todos se tornam generosos ao nosso redor.

Estudos mostram que até três graus de separação são afetados (ou seja, seu marido é positivamente influenciado pela sua generosidade, os amigos deles são influenciados e os amigos dos amigos deles são influenciados). Você gera uma atmosfera positiva por onde você passar.

Lembre-se de explicar ao outro o que lhe faz feliz, o que tem grande valor para você. Afinal, seu marido não é exatamente o melhor observador do mundo.

3 – Brinquem juntos para se manterem juntos: Senso de humor está no top 3 segredos para um casamento duradouro (com mais de 45 anos de relação). Até mesmo quando vocês se unem para recordar sobre as boas risadas que deram juntos aumenta a satisfação conjugal.

Pense comigo sobre como você se sente quando dá uma boa risada. Agora, imagine o que isso não pode fazer quando você compartilha (potencializa) esta risada com seu marido. Diversão compartilhada é uma das mais subestimadas e mais poderosas ferramentas para gerar proximidade ao longo dos anos.

Estes momentos aumentam a liberação de ocitocina, o hormônio que relaxa a pressão sanguínea. Também, atua como um neurotransmissor cerebral capaz de aprofundar a confiança e o sentimento de conexão.

Esta foi a precisa razão pela qual você se apaixonou pelo seu marido, não porque vocês conseguiam pagar contas juntos. Retorne a estes momentos e reative a diversão na sua relação.

Eu sei que a vida é corrida e o dinheiro pode ser curto, mas não estou falando de viagens caras pelo mundo. Estou falando de 10min por dia com um bom café, mãos dadas e olhares interessados um no outro.

4 – Experimente novidades: novas experiências aumentam a dopamina e a norepinefrina no cérebro, que são os mesmos circuitos ativados quando vocês estavam apaixonados.

O grande segredo aqui é se unirem na descoberta de questões individuais que foram deixadas para trás ao longo da vida. Você sempre quis aprender a patinar? Leve seu marido junto. Um curso de línguas, um lugar que ele sempre quis conhecer. O céu é o limite.

Aprendam unidos que a vida é muito mais ampla do que tem parecido e seu casamento será muito maior.

5 – Voltem a ter encontros românticos: casais que mantêm os encontros têm 3,5 mais chances de serem felizes em comparação a quem desistiu deste maravilhoso hábito.

Encontros não são apenas para solteiros. Sair da vida cotidiana, mesmo que apenas uma vez por mês, faz três coisas poderosas pelo seu casamento:

  • fomenta o romance da relação
  • ajuda vocês a se reconectarem
  • coloca o casamento em primeiro lugar novamente

Ao namorar seu marido, você está sendo lembrada que vocês ainda são a prioridade número um da vida um do outro. Nada é mais forte para a manutenção do casamento que, tipicamente, acaba perdido da pilha de demandas e afazeres.

6 – Saiba lutar! Um dos maiores obstáculos para um casamento feliz é que as pessoas tendem a suprimir as emoções ao longo dos anos por não quererem “gerar brigas”.

Na realidade, precisaríamos aprender que divergências e brigas são palavras totalmente distantes. Infelizmente, nossa cultura não nos ensina sobre comunicação. Aprendemos a falar na infância e pronto.

Achamos que não precisamos desenvolver mais nada, quando apenas dominamos os códigos da língua, mas pouco sabemos sobre a inteligência emocional.

Saber lutar pelo que você sente e saber ouvir as lutas do outro ajuda casais a levarem sua relação para um nível de intimidade que você, provavelmente, sequer cogita existir.

Encontre o equilíbrio interno. Você não sufocará o que sente e também não se apegará à raiva. Se brigas desgastam a relação, o silêncio sufoca sua vida.

Escolha bons momentos para conversar. Saiam de casa, passeiem juntos, desfrutam da capacidade de construir a relação: isso são os diálogos construtivos sobre as divergências e as necessidades pessoais – pequenos tijolos sendo colocados no fundamento do lar.

7 – Sexo! 50% dos casais não estão satisfeitos com a quantidade de vezes que fazem amor. Não é algo seu ou do seu casamento. Aumentar a frequência das atividades sexuais potencializa a felicidade de maneiras impensáveis.

Sim, a vida é um turbilhão e você capota na cama quando o fim do dia chega. Mas, repense suas prioridades quando eu lhe disser que sexo é o principal fator para a felicidade do casamento.

Sim, como assistimos nos filmes, seria lindo que seu marido lhe pegasse de surpresa e lhe arrastasse para fazer amor na cozinha, em uma cena empolgante de cinema.

Mas, a realidade do casamento não é esta. Não se trata apenas de “agendar” um horário para o sexo. Isso parece terrivelmente frio. Trata-se de programar um momento de boas risadas na cama que podem levar ao sexo.

Um momento de carinho, de conversas gostosas que gerarão um clima propício para o que vier. O que vier é ótimo, é sexual, é íntimo, é motor de felicidade conjugal.

8 – Toque, abrace, sinta! O toque é um dos mais vitais sentidos do casamento. A conexão dos corpos aumenta a proximidade, a confiança e a segurança, sentimentos quase sempre em falta em casamentos de muitos anos.

Claro que não existe um número de interações por dia, mas a psicoterapeuta Virginia Satir aponta que são necessários 4 abraços diários para sobrevivermos, 8 abraços diários para prosseguirmos e 12 abraços diários para sermos felizes e crescermos.

O toque aumenta a liberação da ocitocina que, como já mencionei, barra o sentimento de estresse e ansiedade que toma conta de nós ao longo do dia.

Como mulher, você sabe da importância das preliminares. Saiba que a ideia de preliminar é muito mais do que um aquecimento na cama. É quando entendemos que o sexo começa de manhã, no carinho do café, nas mãos se tocando, no beijo de bom dia. É este clima permanente de carinho que fortalece o sexo, que fortalece o casamento e sua vida individual.

avatar

Dolores Bordignon

Terapeuta e Coach de casais

Dolores Bordignon tem mais de duas décadas de experiência clínica, somando centenas de casos individuais, de famílias e casais que desejam construir novos paradigmas. Suas palestras e workshops trazem à luz a importância da inteligência emocional para as relações pessoais, profissionais e familiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *